Técnicas de utilização defensiva (não esportivas) do freio dianteiro

3 comentários
Técnicas de utilização defensiva (não esportivas) do freio dianteiro

“Professor, professor… Se eu soubesse que frear era desse jeito, não me acidentaria com o caminhão…” Essas foram as palavras de um aluno que participou de um curso de pilotagem defensiva, depois de um intenso treino de frenagem. Percebi aí o quanto as trocas de experiências são importantes. Ele é motoboy e participava de um curso obrigatório exigido pela empresa que

frenagem

Dois ou quatro dedos no manete? O importante é a sensibilidade

trabalhava.
Para entender a prática de uma frenagem emergencial eficiente devemos nos lembrar que NÃO SÃO OS FREIOS QUE FAZEM PARAR A MOTO, MAS SIM A ADERÊNCIA DA BORRACHA DO PNEU AO SOLO! Freios param as rodas, isso não significa que parou a moto. Independentemente de frear com o manete dianteiro ou com o pedal traseiro (no caso das scooters frear com a mão esquerda ou com a mão direita), há transferência de pesos. Esse deslocamento de massas pressiona a roda _DSC8223dianteira. Por isso a facilidade de derrapagem quando utiliza o freio traseiro de modo abrupto, pois o peso do piloto, da moto, do combustível no tanque e do garupa é deslocado para frente e deixa a traseira da moto mais leve. Portanto, o freio dianteiro é o mais importante para parar a moto (veja neste site o post http://www.amaralinstrutor.com.br/pilotagem-segura/e-uma-questao-de-sensibilidade-tres-fases-de-uma-frenagem/  ).

Vejamos algumas técnicas:

Já precisou frear e a moto continuou a acelerar?
Veja esta situação: você está acelerando e ao mesmo tempo está com aqueles dois dedos no manete dianteiro prontos para usar a qualquer situação de perigo. De repente o perigo aparece a sua frente. E agora? Devido à urgência desse momento, seus dedos forçaram o manete. Duas situações podem ocorrer:
1-     Ao frear não houve tempo de desacelerar;

2-     A força utilizada ao frear não foi suficiente, pois, dependendo do modelo de sua moto, os outros dedos que seguram o acelerador ficaram pressionados no manete. Dessa forma será obrigado a

Dependendo da regulagem do manete haverá o esmagamento dos dedos

Dependendo da regulagem do manete haverá o esmagamento dos dedos

amenizar a pressão do manete de freio.

Resolva isso das seguintes formas:
1-     Feche a mão direita na manopla do acelerador. Não deixe os dois dedos no manete de freio;

2-      No momento que precisar usar o freio dianteiro, em uma frenagem emergencial, lance os quatro dedos para o manete de freio. Você perceberá que será automática a desaceleração, pois seus quatro dedos “empurram” a mão desacelerando a moto;

3-     Os quatro dedos no manete dão mais força na frenagem, ao invés dos dois dedos. Desta forma, não há a necessidade de utilizar, com brutalidade, o pedal do freio traseiro, evitando, assim, que a moto derrape;

4-     A sensibilidade dos quatro dedos ajudará também a amainar a força no manete se a moto 4 dedosderrapar de frente, pois você aliviará sua força e logo em seguida dará força novamente para conseguir uma frenagem mais eficiente.

Importante ressaltar que não é errado usar dois dedos para frear. O que é errado (e perigoso) é frear e ao mesmo tempo acelerar. Isso, claro, no contexto defensivo e não esportivo. Muitos usam dois dedos e não é por isso que erram nas frenagens. Porém, para uma situação que precise de força no freio dianteiro e desaceleração, sem dúvida, usar quatro dedos é a melhor forma de frenagem defensiva.

Observações

– Estas análises não estão incluídas motos com freios com sistema anti-bloqueio (ABS);
– Usar o freio dianteiro com brutalidade em curvas ou em manobras em baixa velocidade poderá causar quedas, porquê a transferência de massas não faz  curvas junto com a moto. Por inércia, o peso se desloca para frente e não para os lados. Dessa forma há o desequilíbrio da moto ou a derrapagem dianteira, dependendo da velocidade.

É bom lembrar que usar os dois freios sempre será mais eficiente do que um só para parar a moto. Por essas razões digo que  técnicas de frenagem precisam de muito treinamento e conhecimento da moto, pois usar de sensibilidade no manete ou no pedal é a diferença entre uma queda ou não.

Moto é união e amizade. Faça dela sua amiga.
Abraços a todos.

 

Texto: Carlos Amaral
Fotos: Geórgia Zuliani

Share
  1. Paschoal P Junior diz:

    Caro amigo, estou artigo caiu como luvas, pois é a parte mais difícil da pilotagem e ninguem sabe direito a não ser que seja profissional de motociclismo e você conseguiu passar para nos seus discipulos e alunos com nitidez alguns macetes que fazem a diferença em ficar na moto ou cair. Parabéns e sugiro que você faça um curso avançado para frenagens e eu serei o primeiro a se inscrever, pois é aí neste quesito que o bicho pega. Valeu um forte abraço e muita luz e saude em sua trajetoria.

  2. ótima dica. Realmente frear com os dois dedos acelara a motor, e não precisa estar em alta velocidade na hora da parada. Agora eh tentar perder o vício. Eu sempre deixo apoiado um dedo na manete do freio. Isso pode ser considerado errado?

    • Carlo, na verdade usar um, dois ou três dedos para acionar o manete não é errado. O errado, para uma pilotagem defensiva (não esportiva) é frenar e continuar acelerando, como muito bem observado por você. Por isso, deixar um, ou dois dedos apoiados no manete, no momento da emergência, no susto na frenagem, você utilizará a força de apenas um dedo e, por instinto, “esquecerá” de desacelerá. Usar os dedos apoiados deverá ser em situações onde não precisará de frenagem emergencial e sim de frenagem preventiva, onde você usa os dedos para diminuir a velocidade, sem precisar de parar emergencialmente. Um grande abraço.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Qual a Eficiência do Sistema de Freios ABS em Motos? | Amaral Instrutor - [...] Técnicas de utilização defensiva do freio dianteiro [...]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *