Qual a Eficiência do Sistema de Freios ABS em Motos?

1 comentário
Qual a Eficiência do Sistema de Freios ABS em Motos?

Qual é a eficiência do ABS traseiro em motos?

No momento da frenagem a moto não derrapa, porém a distância de parada poderá não ser eficiente como mostra o vídeo acima, pois como se sabe o que faz parar a moto não é freio e sim o atrito do pneu com o solo, pois os freios só fazem parar as rodas, e, assim, quanto menos atrito maior será a possibilidade do sistema ABS ser acionado. Portanto, mesmo freando o traseiro o peso da moto, do piloto, do garupa, enfim, a massa total é transferida para a roda frontal deixando o menor atrito na roda traseira, por isso o sistema eletrônico ABS entrará em ação com mais facilidade na roda de trás. Veja no vídeo que o piloto coloca toda a força no pedal traseiro e mesmo assim a distância de frenagem foi grande. Então, qual a eficiência do ABS Traseiro? Resposta: não derrapar a moto no momento da frenagem bruta, e isso é uma grande vantagem para a segurança do piloto.

Agora, veja no vídeo abaixo com a mesma moto, no mesmo solo e na mesma velocidade (50 km/h) e com o mesmo piloto, utilizando o freio dianteiro com o Sistema ABS.

A frenagem dianteira com o Sistema ABS é muito eficiente, pois com esse dispositivo a moto não “sai de frente” no momento de acionar o manete com força bruta e repentina. Pode acreditar nesse sistema pois a moto para com muita segurança. Porém, o cuidado que devemos ter para motos Trail, esportivas e nakeds é não deixar a traseira da moto subir ( efeito “RL” – Rear Lift), dando a possibilidade do piloto ser ejetado da moto e cair de queixo no chão. Também, devemos evitar frenar a dianteira em situações de curvas e saídas repentinas de obstáculos, pois pode desequilibrar a moto, independente de ter, ou não, o sistema ABS de frenagens. As custons são mais difíceis de levantar a traseira, por isso, para os proprietários de motos com ciclística custom acreditem neste excelente sistema de frenagem eletrônica e acionem com confiança o manete dianteiro.
Mas nunca devemos nos esquecer, independente de ter ou não o sistema ABS de frenagem, das técnicas defensivas explicadas neste site. Sem dúvida, a eletrônica veio para corrigir os erros humanos, assim, não é por isso que despercebamos o chamado “ser piloto” e não deixemos que a eletrônica nos deixe “acomodados”e esqueçamos das reais técnicas de pilotagem segura.
Observações: Frear um veículo especial como é a moto é necessário muito treinamento, por isso devemos saber dosar as forças no manete ou no pedal de freio. Mas, com certeza utilizar os três freios é a melhor forma de parar a moto com mais eficiência, principalmente quando os freios têm esse sistema anti derrapante ( ou anti bloqueio das rodas), o ABS.

Leiam os artigos:

http://www.amaralinstrutor.com.br/pilotagem-segura/tecnicas-de-utilizacao-defensiva-do-freio-dianteiro/

http://www.amaralinstrutor.com.br/pilotagem-segura/e-uma-questao-de-sensibilidade-tres-fases-de-uma-frenagem/

Fotos e Vídeos: Geórgia Zuliani
Texto: Carlos Amaral
Curso de Pilotagem Defensiva para funcionários da TV Globo de São Paulo.
Apoio e empréstimo da moto (Kawasaki ER6): Concessionária Pica Pau Kawasaki de São Paulo, HLX Racing, Rede Globo de Televisão departamento de segurança do trabalho. Yamaha Motor do Brasil, com o empréstimo da XT 660 Z ABS

Share
  1. Caro amigo, muito esclarecedor esta dúvida de todos os seus leitores e alunos fiéis. Com muita clareza e competência, vamos aos poucos nos tornando melhores motociclistas e só temos que lhe agradecer e rogar iluminação e saúde. Um abraço. Paschoal.sjrpreto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *