Curvas Em Pista Molhada. Qual Deve Ser A Postura Do Piloto? (uma pequena explicação sobre sulcos dos pneus, tipos de chuva e postura do piloto)

1 comentário
Curvas Em Pista Molhada. Qual Deve Ser A Postura Do Piloto? (uma pequena explicação sobre sulcos dos pneus, tipos de chuva e postura do piloto)

Dúvidas dos Leitores. Por Thonni.
Meus queridos alunos, amigos e leitores. Esta dúvida do aluno (agora mestre) Thonni remete a maior dificuldade do piloto. FAZER CURVAS EM PISTA MOLHADA.  Fiquem a vontade, e analisem esta dúvida enviada por e-mail.

” Fala Amaral, Td bem ?
Me tire uma duvida ?
Nas curvas com tempo seco, podemos deitar a moto até o limite do pneu , certo? 
E com a pista molhada ? Essa inclinação é possível? Eu tenho muito receio de deitar a moto com chão molhado. Dá a impressão q vai escorregar. 
Eu geralmente reduzo e faço a curva mais em pé possível. 
O que vc acha sobre isso ?
Ah, outra coisa, meu pneu é aquele quase sem ranhuras, acho que chama slik, Nao sei. 
Sabe aquelas ranhuras na borracha por onde escapa a agua? O meu quase não tem. Não está careca não. O modelo dele é assim mesmo. 
Abraço !

Enviado via iThonni
Fala, meu amigo Thonni!
É, de fato existem alguns cuidados que devemos ter em situações de curva em pista molhada. Vamos por partes:
1- Chuva pouca é a mais perigosa. A pista fica molhada e suja. Os detritos grudados no asfalto se desgrudam e o solo vira um sabão. Cuidado até em retas, com fortes acelerações e frenagens, quanto mais em curvas.
2- Chuva forte é de menor perigo, pois os detritos desgrudados do solo são LAVADOS e levados para os cantos das vias. Mesmo assim, cuidado nas curvas.
Bem, estes fatos acima mencionados devem se considerar, sem dúvida, o perfil do pneu. Nem tanto o perfil, mas as ranhuras ( ou sulcos) dos pneus. Estes sulcos servem somente para uma coisa: fazer com que a água da chuva passe por dentro das ranhuras ( sulcos) e seja jogada para fora do pneu. Em palavras mais simples: os sulcos dos pneus servem para tirar a água acumulada no solo para longe de você. Portanto, os sulcos são bem vindos somente em situações de pista molhada, mas em pista seca é melhor os pneus slik. Se seu pneu á mais slik do que com sulcos, pista molhada não é a sua praia.
Vamos fazer curvas. Para compensar, ou, para neutralizar as forças que empurram a moto para fora das curvas (força centrífuga – fuga do centro), podemos usar três tipos de postura:
1- corpo reto e moto inclinada ( postura defensiva) usada para curvas de menor ângulo e baixa velocidade.
2- corpo inclinado junto com a moto ( esta postura é a mais comum, mas nem tanto defensiva, pois as forças físicas laterais ( centrífuga) e a força da gravidade ( aquela que empurra você e a moto para o chão) não são compensadas pela posição corporal, portanto acredite no pneu. Esta postura em pista molhada poderá levá-lo ao chão.
3- corpo mais inclinado do que a moto (NÃO como Valentino Rossi!!!). Este posicionamento corporal exige uma diminuição de velocidade e que seu corpo (ombro,  coxas e  quadril) force a moto para a curva deixando-a mais reta possível. Imagine seu pneu sendo exigido dentro dos limites dos sulcos e não dos limites das laterais do pneu. Esta postura é a melhor para curvas com solo molhado.
Portanto, este “medo” de deitar sua moto até os limites físicos ( pedaleiras) que você tem é bom, pois em pista molhada todo cuidado é pouco.
Você está certíssimo em deixar a moto mais em pé possível, mas deixe seu corpo mais inclinado para dentro da curva, empurrando a moto, deixando-a mais reta possível.
É, meu mestre, quando chover, farei um curso na chuva. Você será meu convidado VIP.
Abraços.
  1. Paschoal Pagliaro Junior diz:

    Parabéns pela inteligente e necessária pergunta caro amigo.
    Parabéns também para o mestre Amaral, pois estava sedento de mais um aprendizado – QUE É O CALCANHAR DE AQUILES DO MOTOCICLISTA – mas que você arredonda direito e passa para seus leitores, alunos e ex-alunos e amigos, com uma facilidade de sábio, mas sabemos lhe exigir muito e muita pesquisa. Valeu, nota 10 como sempre. Seu díscipulo do interior do oeste paulista. Muita luz e energia. Paschoal. S.J.RIO PRETO, 30/05/11.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *