MOTO: Qualidade de vida ou só um quebra galho?

0 comentário
MOTO: Qualidade de vida ou só um quebra galho?

Passam por meus cursos diversos perfis de alunos. Porém, a maioria é aquele que procura o treinamento preocupado com a segurança e o prazer em pilotar. São alunos que querem se aperfeiçoar na condução específica do modelo de sua moto e que amam a vida.

São pessoas que não se envergonham em demonstrar sua humildade e desejos de aprender. Na verdade, todos nós aprendemos, eu e meus amados alunos. Acho que eu aprendo mais do que eles, pois a troca e compartilhamento de experiências são muitas.

Muita troca de conhecimentos. Compartilhamentos em que todos aprendem juntos.

Ou seja, estes alunos curtem a moto em viagens, encontros com amigos, no dia a dia para compensar tempo, combustível e inúmeras praticidades que a moto pode dar. Mas, a moto só traz isso?

No vídeo abaixo, falo de algumas histórias sobre COMO A MOTO PODE SER QUALIDADE DE VIDA. E uma dessas histórias um ouvinte em uma Sipat me surpreendeu quando me disse que somente comprou a moto para ganhar mais tempo com sua família, e não ganhar tempo no trânsito. Aprendi mais uma. Vejam.

De fato, moto é qualidade de vida, desde que a vida seja prioritária. Conduzir um veículo tão especial como é a moto, o piloto deve amá-la, cuidar dela, e sempre decidir por uma vida feliz. E para isso, antes mesmo de amar a moto, deve amar a vida.

Um forte abraço a todos.

Texto: Carlos Amaral

Fotos e filmagens: Geórgia Zuliani

CARLOS AMARAL & ZULIANI M.T.

Siga nos nas mídias sociais

Deixe uma resposta